A FORMAÇÃO DO PROFESSOR E O ENSINO DAS ARTES VISUAIS

* EDUCAÇÃO E PODER: DESLOCAMENTOS E CONCEITOS DA CULTURA VISUAL (Raimundo Martins)

Questionado fronteiras: resistências e interações

A cultura visual apoiada em estudos culturais se configura de forma a dar prioridade às experiências do cotidiano. Questionando a idéia de que deve haver um “lugar privilegiado” onde o campo de conhecimento se aplique, menosprezando “lugares comuns”.

As diversas formas de se interpretar a palavra Cultura gera uma grande multiciplidade de conceitos e concepções que a cada dia leva mais o campo dos estudos sociais a perceber que a cultura também se faz em espaços transdiciplinares, multimidiáticos, intertextual.

A interdisciplinaridade é uma forma de encontrar afinidades e provocar controvérsias através da interação de várias áreas do conhecimento. Possibilitando o questionamento de métodos e praticas já cristalizadas. Porém, o estudo de um objeto por diversos ângulos não constitui uma abordagem interdisciplinar. Pois, segundo Barthes, a percepção de um objeto deve constituir um novo objeto de conhecimento.

Esta possibilidade abre espaços para diversas áreas que vão além dos espaços  paradigmáticos convencionalmente aceitos pelas instituições. Ou seja, trazem ao campo da cultura inovações na percepção midiática, abrangendo um  campo de conhecimento bem mais amplo.

Esse fluxo de imagens que permeiam nosso cotidiano não se restringe a apenas uma finalidade. Além de meios de conhecimento, são também formas de lazer, entretenimento, descanso. Desta forma as imagens não seriam apenas representações da realidade, mas também um modo de mediar a compreensão e a construção de idéias.

Sendo assim, o campo visual é uma área de múltiplas percepções conceituais, um espaço híbrido de representações e interpretações.

Visualidade e poder

Essa idéia de predominância das imagens no meio cultural, foi tema de discussão e preocupação entre filósofos e pensadores da cultura. Houve um certo receio de que o mundo fosse  concebido e compreendido através de imagens.

Aos poucos essa crítica foi se tornando hostil e estabeleceu uma divisão entre “cultura superior” e “cultura inferior”, ou seja, um rígido juízo de valores destinado a classificar a qualidade dessa forma de cultura.

Essas críticas julgaram que uma cultura dominada por imagens seria frágil e vulnerável, pois a imagem é essencialmente libidinosa e explícita, empobrecendo, assim, valores morais e estéticos. E enaltecendo a cultura letrada, já que esta colocaria o sujeito num ambiente crítico, reflexivo e moral. Porém , esta hegemonia está sendo contestada, pois a cultura visual não se justifica apenas na tentativa de formular uma teoria cultural por meio dessas representações, mas de admitir que as imagens proporcionam também atividades intelectuais , políticas, afetivas.

Visualidade e educação

Dentro das instituições de ensino, a cultura visual abre um espaço de relacionamento maior entre o aluno e o aprendizado. Pois, ela compreende que todo esse universo de imagens que permeiam a vida dos estudantes (TV, internet, publicidade, clips…) são partes de seus meios de aprendizagem e desenvolvimento. Seus cotidianos não mais são vistos de forma estigmatizadas e inferiores à cultura erudita. As relações entre professores e alunos devem ser “des-hierarquizadas”, levando em consideração as próprias percepções dos alunos e suas reflexões a respeito delas.

Sendo assim, a escola não deve mais ser um meio de refletir desigualdades e preconceitos sociais, e sim uma instituição que questiona esses contextos. Pois, estas atribuições de valores que reforçam preconceitos, intimidam os alunos, fazendo eles se sentirem inferiores e não fazendo parte dessa cultura à qual o professor se refere, já que nada está relacionado ao seu cotidiano, a sua vida.

Lucas M. Sampaio

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s