Y tu mama tambien e as transgressões de gênero

SINOPSE

O filme possui uma história contínua, mas há interrupções da trilha sonora durante as quais um narrador comenta sobre os personagens, os eventos ou os locais mostrados. Esses comentários às vezes chamam a atenção para questões politico-econômicas do México, especialmente sobre os pobres que vivem nas zonas rurais do país.

O enredo foca em dois jovens amigos: Julio (Gael García Bernal), de uma família de classe média, e Tenoch (Diego Luna), cujo pai é um político da alta hierarquia. O filme começa com cenas dos dois garotos fazendo sexo com suas namoradas antes das duas viajarem para a Itália. Sem elas, os dois ficam entediados. Num casamento, eles conhecem Luisa (Maribel Verdú), a esposa espanhola de Jano, primo de Tenoch, e tentam impressionar a mulher com uma conversa sobre uma praia paradisíaca chamada Boca del Cielo (Boca do Céu) para a qual eles viajarão e querem que ela os acompanhe. Ela inicialmente recusa o convite, mas muda de idéia quando seu marido a liga e confessa tê-la traído.

Embora os dois não façam idéia de onde está a praia, eles partem com a mulher, dirigindo pelo pobre México rural. Eles passam o tempo conversando sobre suas relações e experiências sexuais. Numa parada noturna, ela liga para Jano e deixa um adeus na sua secretária eletrônica. Tenoch entra no seu quarto procurando por xampu, e a encontra chorando. Ela o seduz e os dois fazem sexo. Julio observa a cena pela porta aberta e enfurecidamente diz a Tenoch que ele já fez sexo com sua namorada. No dia seguinte, Luisa também seduz Julio e faz sexo com ele, e depois Tenoch diz a ele que também fez sexo com sua namorada. Eles brigam, e Luisa ameaça deixá-los.

Por sorte, eles encontram uma praia isolada que coincidentemente também se chama Boca del Cielo. Eles relaxam e aproveitam a praia na companhia de uma família caiçara local. Luisa liga para Jano para dar um último adeus.

À noite, os três bebem excessivamente e fazem brincadeiras sobre suas experiências sexuais, e os garotos revelam que frequentemente já fizeram sexo com a mesma garota. Os três dançam sensualmente e vão para o quarto deles. Após tirarem suas roupas, começam a se estimular sexualmente, e quando Luisa se ajoelha para aplicar-lhes um sexo oral duplo, eles se beijam. Na manhã seguinte, os dois garotos acordam ao mesmo tempo e imediatamente se afastam um do outro ao perceberem que dormiram juntos e nus. O narrador explica que Luisa ficou para trás para explorar a praia. Mais tarde, ele diz que suas namoradas terminaram com eles, e eles passaram a namorar outras garotas, e pararam de se ver.

A cena final mostra os dois se encontrando por acaso um ano depois. Eles tomam um café e relatam sobre suas vidas atéo momento. Tenoch conta a Julio que Luisa morreu de câncer um mês após o fim da sua viagem, e que ela sabia de sua doença o tempo todo em que esteve com ele. Tenoch se retira, e os dois nunca mais se vêem.

(sinopse retirada do wikipedia)

ANÁLISE DO FILME:

O filme gira em torno de duas questões de identidade. A identidade sexual e a identidade da nação Mexicana. Aqui pretendo tratar apenas a da identidade sexual.

As questões de gênero e sexualidade são abordadas no filme através de um estilo cinematográfico conhecido como Road Movies (filmes de estrada). Em sua origem road movies geralmente mostravam uma fantasia mais masculina, a de escapar de uma realidade doméstica, realidade tal mais vinculada a figura feminina. Os personagens eram quase sempre de caráter masculino, como por exemplo nos filmes de velho oeste. Curaón subverte essas categorias sexuais e quebra com a rigidez originalmente presentes nestes filmes. A identidade sexual dos três personagens, Luiza, Tenoch e Julio, são primeiramente afirmadas, mas ao desenrolar do filme elas são questionadas.

O filme se apropria da representação da sexualidade na adolescência para expor a fragilidade e ambiguidade das fronteiras de identidades sexuais. Para romper com estas fronteiras o diretor Curaón primeiro as reafirma. Ele inicia o filmo com cenas de Julio e Tenoch transando com suas namoradas antes delas partirem para a Europa. Os papéis dos dois são bem claros desde o começo, dois adolescentes classe média, latinos, heterossexuais. Luiza também afirma seu papel de mulher fiel ao agir como tal durante o casamento e ao recusa inicialmente o convite de Julio e Tenoch. Mas a cena dos dois adolescentes se masturbam no trampolim da piscina e dos dois nus no chuveiro mostra o grau de intimidade entre eles e abre o caminho para novas interpretações. Os eventos que seguem geram um dinamismo de gênero e põem em cheque não só as identidades dos jovens mas também a de Luiza.

Após a confissão da traição de seu marido ela decide partir a procura de uma libertação e de novas experiências e, acaba aceitando o convite dos rapazes. Durante o percurso ela se envolve sexualmente com os dois (descobrimos no fim do filme que sua decisão foi bastante influenciada também por sua doença fatal). O identidade de Luiza oscila, hora ela se demonstra aberta a novas experiencias sexuais, até de maneira bastante explosiva como uma forma de escape para a sua dor, outrora ela reafirma o esteriótipo da mulher mais velha e sexualmente confiante. Em momentos ela se demonstra frágil e abalada, mas ao mesmo tempo ela mostra sua autoridade impondo suas próprias regras de convívio e está sempre no controle das experiencias sexuais dos três.

Mas a história se centra muito mais nas identidades dos rapazes. Nesta fase de suas vidas em que suas personalidades adultas estão se cristalizando, as experiencias extraordinárias vividas na viagem geram conflitos em suas identidade. No início da viagem se demonstram bastantes confiantes e suas identidades mantém-se constantes. Mas a partir do momento que Tenoch deita-se com Luiza, a harmonia da relação entre os dois amigos é quebrada. É bastante interessante a descrição que é feita pela narrativa em off dos sentimentos de Julio neste momento. Ela relaciona este sentimento com algum sentido na infância fazendo uma análise psicológica das sensações geradas pelo seu ciúme. O mesmo é feito mais tarde no filme quando Julio confessa que dormiu com Ana, a namorada de Tenoch. No dia que se segue, Luiza transa com Julio causando uma reação parecida em Tenoch que acaba confessando ter dormido com a namorada de Julio. Através da Luiza os dois personagens começam a descobrir verdades uns dos outros e desenrola um processo de alto-conhecimento. Sua relação de amizade é questionada e as camadas sociais no qual ela fazia parte são desconstruídas. Num momento de maior descontração, exitado pela sensualidade da Luiza, eles baixam suas guardas e todas as cargas sociais são postas de lado, abrindo finalmente a porta para uma nova experiencia onde compartilham um experiencia sexual. Eles transgridem a fronteira de suas identidades que até então estavam bem determinadas. Mas logo ao acordarem no dia seguinte, reconsideram as implicações sociais de suas ações, o que acaba implicando na perca de sua amizade para a manutenção de suas identidades heterossexuais.

O aspecto subversivo do filme é o fato dele implicar que categorias sexuais são construídas socialmente e não naturalmente determinadas. Os protagonistas acumulam um alto-conhecimento durante toda a viagem para no final suprimir o que encontram. Após um momento de descontração e descuido, o incomodo gerado pela transgressão de gênero acaba levando a um sacrifício da próprio amizade dos dois, no qual após um reencontro um tanto quanto indiferente, nunca mais viriam a se falar.

Post por Renato Perotto Machado

Esse post foi publicado em Teoria queer, Visual Culture e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Y tu mama tambien e as transgressões de gênero

  1. Augusto Medeiros disse:

    Muito boa a análise do Renato. Eu fiquei na dúvida sobre o encaminhamento final do filme. Mas ao ler o que ele disse, vi que a minha compreensão estava correta. Eles negaram a descoberta em nome das regras sociais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s